Com carrinho de mão, adolescente vende pães caseiros nas ruas para realizar o sonho da mãe de abrir padaria!

    Ele tentou arrumar um emprego formal, mas como não teve sucesso, decidiu ajudar a complementar a renda da mãe, que é empregada doméstica, vendendo pães caseiros pela cidade.

    No último trimestre, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil bateu recorde de taxa de desemprego desde o início da série histórica, em 2012. Nos primeiros três meses do ano, o país tinha 14,805 milhões de pessoas (de 14 anos ou mais) desempregadas, que estavam buscando emprego, mas que não conseguiam encontrar. Foi o maior número já registrado também.

    A falta de emprego formal faz com que os cidadãos busquem outras formas de ganhar dinheiro, aumentando o número de trabalhadores informais em 1,4%, ou seja, 252 mil pessoas a mais nesta categoria, somando quase 18 milhões de brasileiros, segundo a Pnad Contínua.

    Esse é o contexto em que vive o jovem de 17 anos, Daniel Vitório Baia Vieira, que começou recentemente a vender pães caseiros em um carrinho de mão, em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo.

    A informalidade teve o mesmo motivo de milhões de outros brasileiros. Sem conseguir encontrar um emprego onde pudesse assinar sua carteira, optou por ajudar a complementar a renda da mãe, que é empregada doméstica, da forma que desse.

    Tudo começou com uma brincadeira, quando a mãe  Marilza Baia Vieira comentou que, nos finais de semana, as padarias ficavam fechadas, sugerindo que ele vendesse os pães que ela produz. Daniel aceitou de imediato, usou os últimos R$ 9 que tinha para comprar leite e trigo, ingredientes da receita de pão da mãe, que a reproduz há 25 anos.

    Segundo o jornal Gazeta do Povo, o jovem estava buscando uma colocação no mercado de trabalho havia cerca de nove meses, mas como não conseguiu, viu nos pães a oportunidade de começar a trabalhar. Na sua primeira experiência, ele conseguiu vender todas as unidades, e viu que essa ideia poderia funcionar.